Páginas

quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Selma Reis (Polygram/Philips - 1990) / * 24/08/1960 - + 19/12/2015


Download aqui

                                                                                                                                                                                           
     Na última sexta feira, dia 18 de dezembro de 2015, havia voltado a publicar no Blog depois de quase 2 meses de ausência, devido a um conserto necessário em meu equipamento de áudio, postagem essa que foi sobre Baby Consuelo e seu Lp P'ra enlouquecer. No dia seguinte, , as páginas da web noticiavam, para minha triste surpresa, o falecimento da grande intérprete SELMA REIS, que nos deixou precocemente aos 55 anos de idade vitimada por um câncer no cérebro, diagnosticado em julho de 2014. O corpo de SELMA REIS foi velado a partir das 13:30hrs e a cremação aconteceu as 15:00hrs desta segunda-feira (21/12), no cemitério Luterano, em Nova Friburgo, RJ. O BLOG CULTURA CABESOUND não poderia deixar de prestar uma singela homenagem à esta que foi uma das mais belas vozes da nossa música.
     SELMA REIS nasceu em 24 de agosto de 1960, em São Gonçalo, RJ. Desde muito pequena sempre mostrou admiração pelas grandes vozes da música popular brasileira e mostrava gosto musical muito apurado para uma criança de sua idade. Sempre acompanhava seus familiares às rodas de seresta promovidas na sua cidade. Apesar de muito tímida, um dia subiu em uma mesa na varanda da casa de sua avó e, como se estivesse em um palco começou a cantar AVE MARIA NO MORRO lindamente, deixando a quem ouviu admirado com a sua voz.
     Já adolescente, SELMA REIS, já aprovada para a faculdade de comunicação social, resolveu trancar a matrícula no meio do curso e viajar para o exterior, para conhecer novas culturas e viver novas experiências. Morou na França, cursando a faculdade de letras por 2 anos, mas queria mesmo se aprofundar nos conhecimentos musicais, assim fazendo com dedicação, pois seu sonho era ser cantora profissional.
     Aos 21 anos, SELMA REIS retorna ao Brasil com o objetivo definido de gravar o seu primeiro LP. E assim o fez em 1987, lançando de maneira independente um LP, com composições de Capinam, Sueli Costa e Geraldo Azevedo, entre outros, com acompanhamento ao piano de Eduardo Souto Neto, despertando positivamente a atenção da crítica especializada para o seu timbre de voz grave e poderoso, conquistando um público fiel desde então. 
     Em 1989 é contratada pela Polygram e, lança no ano seguinte outro LP. Sua voz passa a ser reconhecida no país inteiro graças a interpretação de O QUE É O AMOR, de autoria de Danilo Caymmi e Dudu Falcão, incluída na trilha sonora da minissérie global RIACHO DOCE.
     SELMA REIS nunca se apegou às exigências do sucesso fácil do mercado fonográfico, sempre primou por um repertório de muito boa qualidade e interpretações que fizeram a crítica especializada considerá-la uma das mais belas vozes da MPB. Atuou em musicais e também como atriz em minisséries e novelas, como PRESENÇA DE ANITTA, PÁGINAS DA VIDA e CAMINHO DAS ÍNDIAS, atualmente reapresentada no VALE A PENA VER DE NOVO, onde interpretou Matilde, mãe de Hamia (Fernanda Lacerda) e mulher do Dr.Castanho (Bertrand Duarte). 
     Em 2003 recebeu ao lado de CAUBY PEIXOTO o premio TIM de música popular brasileira, pelo belíssimo CD VOZES, gravado ao vivo. O último CD lançado por SELMA REIS foi A MINHA HOMENAGEM AO POETA DA VOZ, dedicado às composições de PAULO CESAR PINHEIRO, em 2009.
     O BLOG CULTURA CABESOUND apresenta aqui SELMA REIS, segundo LP de carreira e primeiro lançado por uma gravadora multinacional. Sua belíssima voz é aqui acompanhada por músicos do primeiríssimo time da música brasileira, como Wagner Tiso, Tavito, Mauro Senise, entre outros. O disco é uma bela amostra desta grande intérprete, que assim se auto definia: "Sou uma voz. E há um coração que bate dentro desta voz". Realmente, quando se canta com o coração, apenas belas melodias chegam aos nossos ouvidos e também aos nossos corações. Assim sempre será a voz de SELMA REIS. Descanse em paz!

Dados do disco:

Direção Artística: Mayrton Bahia
Concepção e Direção Musical: Selma Reis e Tavito Carvalho
Produzido por: Tavito Carvalho
Produção Executiva: Luiz Pereira (Lelé)
Técnico de Gravação e Mixagem Digital: Julinho
Auxiliares de Gravação: Marcos Vicente, Jorge Luiz "Super" e João Carlos
Masterização e Montagem Digital: Antonio Barroso
Corte Digital: José Antonio
Supervisão Técnica: Paulo Succar
Arregimentação: Barney "O grande"
Arranjadores: Wagner Tiso, Eduardo Souto Neto e Jota Moraes; Julinho Teixeira na faixa "Estrelas de outubro" e Ari Sperling na faixa "O que é o amor"
Capa:
Idealização, Projeto Gráfico e Fotografia: Loca Faria
Colaboração: José Luiz Pederneiras
Assistentes de Fotografia: Renato de Araújo e Marcos Monteiro
Produção: Mônica Girão
Maquiagem e Cabelo: Tê Nunes
Fotos do Encarte e Laboratório P&B: Clori Ferreira
Coordenação Gráfica: Arthur Fróes
Arte: Ayssa Bastos

Agradecimentos especiais à todas as pessoas que fizeram deste disco uma realidade.
Dedico este disco à Thiago, Maria Luiza, Silvina e Loca.

Músicas

Lado 1:

01- CHÃO BRASILEIRO (Wagner Tiso - Aldir Blanc) 
02- O QUILOMBO (Lenine)
03- ESTRELAS DE OUTUBRO (Paulo Debétio - Paulinho Rezende)
04- EMOÇÕES SUBURBANAS (Altay Veloso - Paulo Cesar Feital)
05- PORTO SANTO (Suely Costa - Paulo Cesar Pinheiro)

Lado 2:

01- MEU VENENO (Milton Nascimento - Ferreira Gullar)
02- OLIÚDI-FOX (Guinga - Aldir Blanc)
03- JABUTI, JATOBÁ (Sá & Guarabyra)
04- NINGUÉM VAI LEVAR VOCÊ DE MIM (João Bosco - Ronaldo Bastos)
05- O QUE É O AMOR (Danilo Caymmi - Dudu Falcão)
06- BAILARINA DO AR (Suely Costa - Paulo Cesar Feital). 

3 comentários:

  1. Fernando de Souza Gregório23 de dezembro de 2015 11:02

    Caro amigo. Parece que só você lembrou de homenagear esta grande cantora. Magnífica homenagem. Temos que pedir aos bons espíritos, em oração, que a encaminhe à casa do nosso Pai celestial.Que assim seja. Felicitações. Fernando Gregório - Belém, Pará

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amigo Fernando... Muitíssimo obrigado pelo prestígio e pelo comentário. Não é que eu tenha sido o único a publicar algo sobre essa grande artista que foi e sempre será SELMA REIS, a questão é que no noticiário de TV se tal notícia mereceu 20 segundos de espaço foi muito e na internet a fora mereceu notas de texto tão curtas é porque vivemos em um país onde se dá muito valor ao "atual" e o que é comercialmente vantajoso e se desvaloriza os verdadeiros talentos. Cheguei a ler em um dos sites: ""Atriz" SELMA REIS morre no RJ"... simplesmente por ela estar atualmente em uma reprise da novela CAMINHO DAS ÍNDIAS e como se ela nunca tivesse sido cantora na vida, é muita falta de informação. Fico realmente triste com essa síndrome da falta de memória, é por isso que coloquei essa página na web, na intenção de fazer a minha parte para que os verdadeiros talentos nunca sejam esquecidos. Um forte abraço e um feliz 2016!

      Excluir
  2. Oi amei o blog! Senti falta do Belchior! Abraços.

    ResponderExcluir